Saiba como gerir eficientemente o fretamento de funcionários da sua empresa!

Aprenda a controlar e gerir o fretamento de funcionários
Compartilhe!

Crédito da imagem: Freepik

Veja o que é necessário para gerir o fretamento de funcionários. Como controlar o transporte fretado de funcionários. E por que investir em transporte de empregados.

Empresas que oferecem fretamento de funcionários lidam com diversos desafios. Entre eles, os que mais observamos são:

  • Veículos lotados ou com espaço livre em excesso;
  • Uso indevido do ônibus por pessoas não autorizadas;
  • Funcionários embarcando e desembarcando em rotas equivocadas;
  • Atrasos e desencontros nos pontos de embarque e desembarque;
  • Embarque de colaboradores sem identificação;
  • Entre outros.

Desta forma, o serviço de fretado para colaboradores demanda cuidados específicos. Logo, o gestor responsável pelo transporte corporativo precisa de ferramentas específicas. O primeiro passo é ter a mente aberta. Apta a aprender novos processos e tecnologias.

Neste post, você verá como é possível realizar o controle do transporte fretado de funcionários de uma corporação. Entenda o que é preciso mudar na empresa e como efetuar uma gestão eficiente deste serviço de transporte. Vamos lá!

Está sem tempo de ler este post agora? Baixe a versão em PDF e leia quando quiser!

Preencha o formulário abaixo para baixar o conteúdo. O download começará quando as informações forem enviadas.


Não usaremos seus dados para SPAM. Respeitamos sua privacidade e não forneceremos seus dados para terceiros.

 

O que é necessário para gerir eficientemente o fretamento de funcionários?

Primeiro, os líderes precisam aceitar que o fretamento de funcionários requer uma gestão especial. São desafios específicos, o que demanda uma logística específica.

Geralmente, os responsáveis pelo transporte dos colaboradores são profissionais de RH. Ou do Departamento Pessoal. Nem sempre eles contam com recursos, conhecimento ou tempo para gerir o serviço como é necessário. Assim, surgem gargalos que impactam no rendimento de todos os envolvidos. Logo, na produtividade de toda a empresa.

Por isso, o primeiro passo é aceitar a possibilidade de mudanças. Os líderes, a começar pela diretoria, precisam ter mente aberta e determinação para corrigir essas falhas. Somente assim é possível fechar essas brechas e conduzir os processos eficientemente.

Outrossim, é necessários certas características e recursos para ter o controle do serviço. Veja abaixo:

Características e recursos para ter o controle do fretamento de funcionários

Características e recursos para ter o controle do fretamento de funcionários

Organização e planejamento

Mesmo terceirizando o serviço por meio de empresas de fretado, a diretoria deve ter sua própria organização. O controle só será eficiente se vier de dentro da corporação. Por isso, os gestores devem participar do

  • mapeamento de endereços dos funcionários que usam o fretado;
  • planejamento de rotas e itinerários;
  • cadastro e verificação do motorista de fretamento;
  • cadastro de funcionários;
  • criação e distribuição de identificações para os usuários do serviço;
  • cálculo de quantas pessoas cabem num ônibus fretado. E, enfim, planejar o volume das frotas e profissionais.

 

Tecnologia adequada

Processos manuais geram deficiências na gestão, como:

  • Informações imprecisas;
  • Gasto excessivo de tempo;
  • Gasto excessivo de recursos humanos e financeiros;
  • Erros de preenchimento e informações inverídicas;
  • Discrepâncias e ineficiência.

Por isso, a empresa precisa aderir às tecnologias. A automação contribui para a eficiência e redução de custos. Também no reparo dos possíveis gargalos do fretamento de funcionários.

Porém, não basta ser qualquer tipo de tecnologia. A corporação deve buscar o suporte de plataformas específicas para essa demanda do RH e Logística. As HRTechs de

  • Geolocalização;
  • RFID;
  • Trackeamento de Passageiros; e
  • Aplicativo de fretado; são as mais adequadas para isso.

Foco

A sua empresa quer de fato controlar o uso do fretamento de funcionários? Se sim, todo o time deve estar focado neste objetivo. Independentemente do esforço inicial para organizar, planejar e adaptar a novas tecnologias.

Para isso, é preciso que a diretoria motive os líderes às mudanças. É necessária uma transformação de mente em toda a corporação. É exatamente o que falaremos no próximo tópico.

Educação e transformação de mindset

Mindset é uma palavra inglesa cujo significado é mentalidade ou atitude mental. A transformação de mindset só é possível tendo foco e educação. Se a sua empresa precisa oferecer o fretamento, ele deve ser eficiente. Deve ser um investimento e não mais um custo.

mindset

Para isso, mantenha o foco e eduque seus colaboradores a fim de gerar essa mudança de mentalidade. Novamente, a começar pelos líderes. Promova:

  • Debates com temáticas de logística e transporte por fretamento;
  • Leituras sobre tecnologias de recursos humanos;
  • Debates e leituras sobre transformação digital;
  • Endomarketing. Explique aos colaboradores as razões e benefícios das mudanças adotadas;
  • Integração por meio de redes sociais e fóruns digitais;
  • Portais digitais para tirar dúvidas (FAQ’s);
  • Etc.

Determinação e persistência

Mudar não é fácil. Mas é necessário. Portanto, se mantenha firma no objetivo de tornar a gestão do fretamento mais adequada e eficaz. Se houver pessoas contrárias ao projeto, aponte as necessidades das mudanças e os benefícios a serem gerados.

Caso alguns funcionários não entendam os novos processos/tecnologias, insista na educação. E também na comunicação empresarial. Sature as informações até ter certeza de que todos entenderam e atenderam à nova gestão.

Como controlar o transporte fretado de funcionários?

Agora que você sabe o que é preciso para gerir o fretamento de funcionários, veja um resumo simples de como fazer:

  1. Invista em recursos tecnológicos e numa gestão automatizada;
  2. Pela plataforma e pelos aplicativos, faça o mapeamento dos endereços dos funcionários;
  3. Organize os cadastros de usuários, motoristas, veículos e prestadores de serviço;
  4. Calcule e planeje o dimensionamento das frotas necessárias;
  5. Planeje as rotas e itinerários. De acordo com a proximidade de endereços dos funcionários e com o percurso do fretado até a empresa;
  6. Informe seu pessoal (de forma saturada);
  7. Use identificadores como cartões/etiquetas;
  8. Use leitores dentro dos veículos para a identificação automática dos funcionários;
  9. Analise os relatórios do uso do fretado. Acompanhe índices de
    • ocupação,
    • percurso,
    • ociosidade,
    • superlotação,
    • alertas de embarques indevidos,
    • frequência de uso por colaborador e
    • quilômetros rodados pelo ônibus fretado.

Por que investir em transporte de empregados?

De acordo com a CNT (Confederação Nacional do Transporte), Nos últimos anos, o serviço de fretamento tem crescido no Brasil. Essa modalidade permite melhor mobilidade urbana, satisfação dos funcionários e economia.

O estudo aponta que sistemas eficientes de transporte de passageiros podem melhorar a qualidade de vida das pessoas. Em se tratando de ambientes corporativos, isso induz no rendimento das empresas. A mobilidade inadequada dos colaboradores impacta na sua produtividade. O que resulta em perdas para a empresa.

Ilustração Por que investir em transporte de empregados

Ilustração Por que investir em transporte de empregados

Assim, o fretamento de funcionários tem sido uma das medidas de melhoria para a sua mobilidade até a empresa. A satisfação e melhor locomoção dos empregados acarretam em um ambiente de trabalho mais feliz. Logo, os índices de produtividade são maiores.

Com esse investimento, as empresas também contribuem para a sustentabilidade das cidades.  Deste modo, adquirem benefícios econômicos e ROI positivo em capital humano. Visto que o transporte coletivo particular ajuda a

  • reduzir gastos,
  • congestionamentos e
  • emissão de gases poluentes.

Portanto, se sua empresa adere ao fretamento de funcionários, isso é ótimo! Porém, é necessário um controle para que o serviço tenha melhor aproveitamento. Tanto em investimento da empresa quanto em satisfação dos colaboradores. Se a ideia é fornecer a melhor mobilidade aos funcionários, a opinião deles deve ser ouvida.

Consequentemente, a gestão de transporte por fretamento necessita de ferramentas adequadas. A fim de cumprir seu papel e ser eficaz. O controle ativo surge com uma cultura organizacional moderna e aberta a mudanças. A partir disso, é possível implantar tecnologias específicas para dar suporte ao RH e a Logística. Quais sejam: Geolocalização, Trackeamento de Passageiros, RFID e aplicativos para fretado.

Ficou alguma dúvida sobre como efetuar o controle do fretamento de funcionários de sua empresa? Escreva um comentário e nosso time de especialistas indicará a melhor solução para sua realidade. 😉


Compartilhe!